Anticoncepcional aumenta os seios? Saiba a resposta!

Nos ajude e Avalie Este Post !

Algumas mulheres percebem que, depois que começam a usar a pílula como método contraceptivo, suas mamas aumentam de volume. Como essa observação é frequente, a crença de que o anticoncepcional aumenta os seios se difundiu. Por isso, muita gente pensa que realmente é possível solucionar a insatisfação com o tamanho das mamas com esse recurso.

Mas será que realmente o anticoncepcional aumenta os seios? Isso é o que vamos explicar neste post. Então, se você tem curiosidade para saber a resposta e descobrir se essa é uma solução válida para ficar com as mamas volumosas, continue a leitura!

Por que as mulheres acreditam que anticoncepcional aumenta os seios?

Como já falamos, é muito frequente as mulheres relatarem que, depois de iniciarem o uso do anticoncepcional, seus seios aumentaram. Elas sentem que o sutiã ficou “mais preenchido” e perceberam as mamas arredondadas.

Para saber se isso é possível, nós recorremos a especialistas no assunto. Afinal, ninguém melhor que os médicos para explicarem as causas desse efeito e se realmente o anticoncepcional aumenta os seios.

Ginecologistas são unânimes em afirmar: o anticoncepcional não aumenta os seios. O que ele faz, em vários casos, é provocar inchaço no corpo feminino. Porém, esse é um efeito colateral do medicamento, ou seja, o ideal é que nem aconteça e que seu uso não altere nada no organismo da mulher.

Portanto, para tristeza de quem tinha essa esperança, esse volume maior nos seios não passa de inchaço, de retenção de líquidos. Ela acontece no corpo inteiro, mas geralmente as mulheres percebem no sutiã, até pela vontade de terem seios maiores.

Quais são os hormônios contidos no anticoncepcional?

Boa parte das pílulas vendidas no mercado possuem dois hormônios: o primeiro é o estrógeno, também chamado de estrogênio e a progesterona. Eles são produzidos naturalmente no corpo da mulher.

Porém, existem versões sintéticas desses hormônios naturais. Nos anticoncepcionais, o estrogênio pode ser substituído pelo etinilestradiol.

Já a progesterona pode ser substituída por outros hormônios da família dos progestógenos, também chamados de progestagênios ou progestogênios.

Então, vamos entender qual é o efeito de cada um deles sobre o corpo da mulher:

Estrogênio

Na puberdade, o corpo da menina começa a produzir uma quantidade maior de estrogênio. Assim, ele desencadeia o desenvolvimento sexual e todas as mudanças que ele traz: aumento dos seios, formas arredondadas etc.

Já na fase adulta, o estrogênio é responsável pelo controle do revestimento do útero durante o ciclo menstrual. Também ajuda a regular o peso corporal, o metabolismo da glicose e a sensibilidade à insulina. 

Ainda na vida adulta, o estrogênio causa o aumento das glândulas mamárias durante a gravidez. Esse é mais um motivo que leva muitas mulheres a pensarem que o anticoncepcional aumenta os seios.

Progesterona ou progestógeno

A progesterona é outro hormônio produzido naturalmente pelo corpo feminino. Ela tem várias funções, sendo que as principais são regular o ciclo menstrual e preparar o útero para a gravidez. A progesterona também contribui para o desenvolvimento mamário. 

Como esses hormônios interagem na pílula anticoncepcional? 

Depois de ler sobre o papel dos hormônios, talvez você tenha ficado um pouco confusa. Afinal, tanto o estrogênio quanto a progesterona agem no corpo feminino para ajudar a mulher a engravidar. Então, como eles podem ser usados em anticoncepcionais? 

Eles contribuem para a gravidez quando são produzidos pelo corpo feminino em uma dose adequada. O que o anticoncepcional faz é proporcionar uma dose extra em etapas diferentes do ciclo menstrual, dificultando a gestação.

A quantidade de hormônio presente na pílula faz a glândula pituitária no nosso corpo interromper o desenvolvimento e a liberação do óvulo.

A pílula também muda o revestimento interno do útero, dificultando tanto o acesso do espermatozoide ao óvulo quanto a fixação de uma eventual célula fecundada nas parede uterina. Assim, ela impede a gravidez. 

Quais são os efeitos colaterais dos anticoncepcionais?

Hoje em dia, os anticoncepcionais são produzidos com doses muito baixas de hormônios. Assim, os efeitos colaterais que eles provocavam no passado foram bastante reduzidas.

No entanto, quando o anticoncepcional contém estrógeno em sua fórmula, é possível que ele provoque algum desconforto. Os principais são justamente o inchaço (inclusive dos seios) e o aumento da sensibilidade das mamas. 

Porém, existem dois pontos importantes aqui. Primeiramente, esses efeitos desaparecem quando a mulher interrompe a medicação. Portanto, mesmo que ela esteja feliz com o inchaço das mamas (que faz os seios parecerem maiores), esse resultado não é duradouro.

Assim, se ela parar de utilizar o anticoncepcional por qualquer razão pessoal, o inchaço passará e os seios diminuirão outra vez.

O outro ponto é o fato de que, mesmo quando a mulher tem esse tipo de efeito colateral, ele tende a ser passageiro. Então, à medida em que o corpo se adapta à dose extra de hormônios, ele para de provocar esse inchaço que cria a sensação de mamas maiores. 

Portanto, se a mulher e seu médico entendem que o uso da pílula é a estratégia mais eficiente para evitar a gravidez, ela deve tomá-la. Em outros casos, esses hormônios são recomendados também para tratar problemas de saúde.

Porém, se o motivo para a mulher usar hormônios é a crença de que o anticoncepcional aumenta os seios, esse não é um método definitivo. O efeito colateral pode passar a qualquer momento, reduzindo automaticamente o volume das mamas. 

Além disso, mesmo nesse período de inchaço, quando parece que o anticoncepcional aumenta os seios, a diferença é discreta. Então, esse recurso nunca deixará a mulher realmente turbinada, como acontece ao colocar a prótese de silicone.  

Qual é a melhor alternativa para aumentar os seios?

Se a mulher já chegou a idade adulta e não ficou com as mamas do tamanho desejado, ela pode começar a pensar em métodos definitivos para solucionar esse problema. 

Não existem recursos artificiais, pelo menos comprovados pela Ciência, que garantem o desenvolvimento das mamas após a idade adulta. Assim, não é possível atestar a eficiência de cremes, massagens, remédios e outras fórmulas milagrosas para aumentar os seios. 

A verdade é que, até hoje, não se descobriu nenhum estímulo eficiente para fazer as glândulas mamárias aumentarem de tamanho, exceto um crescimento temporário durante a gravidez e a amamentação.

Por isso, o método definitivo e comprovado para aumentar os seios é a mamoplastia de aumento. Nessa cirurgia, a paciente coloca próteses de silicone, que preenchem as mamas e garantem um resultado muito natural.

Atualmente, esse procedimento é rápido, seguro e o pós-operatório é tranquilo. A paciente deixa a clínica no próprio dia da cirurgia e consegue retomar suas atividades normais em pouco tempo. 

Quer saber mais sobre esse procedimento? Então, não perca tempo! Acesse agora mesmo o nosso Manual Completo da Prótese de Silicone. Você vai se surpreender com a facilidade para finalmente conquistar o corpo dos sonhos! Confira e comprove!

Quer dar um turbinada nos seus seios ? Acesse já o site da Silicone Center ou clique na imagem e faça o teste abaixo !


Turbinar ou Não Turbinar ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *