Consulta ao mastologista: checklist completo para o cuidado com os seios

Fale Conosco Pelo Whatsapp

Aquela consulta anual ao ginecologista já faz parte da rotina de grande parte das mulheres. Porém, nem sempre as mamas recebem a mesma atenção e, por isso, muitas nunca foram ao mastologista.

E você, sabe quando deve procurar um mastologista? Tem ideia do que este médico faz e o que esperar de uma consulta com esse profissional?

Se você também tem essas perguntas ou sequer tinha pensado neste assunto, preste atenção! A pauta deste post é saúde das mamas. Confira!

O que faz um mastologista?

O mastologista é o médico especializado no cuidado com as mamas. Portanto, ele avalia, diagnostica e trata possíveis anormalidades nos seios.

Como é uma consulta com o mastologista?

Assim como em outras especialidades médicas, a consulta começa com uma conversa. A paciente traz suas queixas, dúvidas e preocupações para análise.

Nesta conversa inicial, o médico procura entender o problema. Para isso, ele faz perguntas à paciente e levanta seu histórico clínico pessoal e familiar.

Sempre que você planeja ir ao médico, é importante anotar antes o que deseja dizer e perguntas que gostaria de fazer.

Então, não haverá o risco de se esquecer de informações importantes durante a consulta.

Após a conversa inicial, o médico realiza o exame físico. Portanto, ele avalia clinicamente as mamas da paciente e busca sinais de alterações.

Finalmente, ele solicita exames de acordo. Ele se baseia tanto nos protocolos para cada faixa etária quanto em observações do exame físico e queixas da paciente.

Que exames o especialista em mamas pode pedir?

O mastologista pode pedir vários exames e, mais uma vez, o critério de solicitação é a necessidade da paciente.

Portanto, nos próximos tópicos vamos falar de alguns desses exames. Porém, pode ser que o médico não entenda que você, especificamente, precisa de algum ou alguns deles.

Vamos saber que exames são esses?

Ultrassom solicitado pelo mastologista

O primeiro exame, o mais básico, é o ultrassom. Ele é indicado tanto para mulheres jovens quanto mais maduras para detectar anormalidades.

Aliás, o ultrassom é extremamente importante para mulheres jovens ou com mamas densas.

Afinal, a mamografia dificilmente consegue detectar uma lesão nas mamas desses dois grupos de mulheres, mas o ultrassom permite vê-las.

Quando a mama tem uma concentração maior de tecido fibroglandular, a visualização de nódulos na mamografia pode não ser muito clara.

Já as ondas do ultrassom permitem detectar nódulos, cistos, espessamento do tecido mamário e fontes de secreções nos mamilos.

Mamografia

A partir dos 35 ou 40 anos, a mulher já pode começar a realizar a mamografia.

Assim, com a perda da densidade das mamas, o exame consegue detectar nódulos e lesões com bastante precisão.

A mamografia detecta até mesmo nódulos pequenos, que seriam imperceptíveis à palpação.

Portanto, ela pode salvar vidas, já que 95% dos cânceres de mama podem ser curados quando descobertos precocemente.


Aumentar os Seios

Muitas mulheres ficam em dúvida e não sabem se podem fazer a mamografia depois de colocarem silicone.

Porém, a resposta a esta dúvida é que elas podem e devem realizar o exame. Ele não rompe a prótese, e a prótese não impede a visualização.

O único cuidado necessário é avisar ao técnico que cuida do equipamento de que você tem a prótese de silicone.

Então, ele ajustará a posição do aparelho para que ele pegue o tecido mamário, facilitando a visualização.

Ressonância magnética

O exame de ressonância magnética também obtém imagens de diversas partes do corpo, bem como das mamas.

Porém, a sensibilidade desse aparelho é ainda maior, o que permite a detecção de lesões e nódulos muito pequenos.

Portanto, se a lesão for um tumor, a ressonância magnética permite uma detecção ainda mais precoce.

perguntas frquentes prótese de silicone

Devido ao alto custo do equipamento, não há disponibilidade para toda a população. Por isso, os médicos não o solicitam com tanta frequência.

O exame costuma ser indicado para acompanhar mulheres com maior risco de desenvolver câncer de mama, para planejamento de cirurgias ou quando outros exames de imagem deixaram o médico em dúvida.

Quando a mulher coloca prótese de silicone, o médico pode recomendar a realização de uma ressonância a cada cinco anos.

Afinal, por ser um exame que mostra as estruturas do corpo de forma bastante detalhada, ele permite analisar o estado das próteses de silicone.

Punção e biópsia

Porém, nem todas as lesões que aparecem em um exame de mamas são malignas. Muitas vezes, são nódulos benignos ou cistos cheios de líquido.

Então, o médico solicita um exame de biópsia, ou seja, o envio de uma pequena parte do nódulo para o laboratório para que as células sejam analisadas.

Para retirar essa amostra do nódulo, a paciente precisa realizar uma punção. Embora algumas mulheres se assustem com o procedimento, ele é simples.

Na punção, a mama é anestesiada. Então, com a ajuda de um aparelho de ultrassom, o médico perfura o seio até chegar ao nódulo com um equipamento especial.

Assim, este equipamento tem uma agulha que coleta um pedacinho do nódulo, que então será levado ao laboratório para análise.

No momento do exame, a mulher não sente dor, pois a mama fica anestesiada. Porém, existe um sangramento.

Depois do procedimento, a mama pode ficar dolorida por alguns dias. No entanto, o médico prescreve medicamentos para controlar esta dor.

Quando procurar um especialista em mamas?

Na consulta anual ao ginecologista, ele geralmente já solicita vários desses exames, como a ultrassonografia e a mamografia.

Portanto, muitas vezes a mulher realmente só recorre ao mastologista quando os exames apresentaram alterações ou devido a algum sintoma desconfortável.

Assim, os próprios médicos recomendam que a paciente procure o mastologista nas seguintes situações:

  • após os 40 anos, para avaliar as condições da mama periodicamente;
  • quando existe histórico de câncer de mama na família e mais ainda se houver homens com câncer de mama;
  • secreção nos mamilos;
  • presença de nódulos palpáveis;
  • descamação nos mamilos, especialmente se for acompanhada de dor e secreções;
  • retração do mamilo;
  • vermelhidão nas mamas;
  • aumento do volume das mamas, exceto um ligeiro crescimento temporário no período pré-menstrual;
  • dores na mama.

Caso você perceba algum desses sintomas, marque sua consulta.

Afinal, é possível que seja apenas um problema simples e de tratamento fácil, mas também pode ser uma doença séria e o diagnóstico precoce salvará sua vida.

Agora você já sabe o que faz um mastologista e o que esperar da consulta. Gostou do post? Então, siga nossos perfis no Instagram e Facebook para não perder os próximos conteúdos!

Silicone Center - Logo

Idealizada por médicos especialistas em cirurgia plástica, o Silicone Center é uma Clínica de Cirurgia Plástica que facilita o acesso à mamoplastia de aumento e abre portas para que um maior número de mulheres possa se sentir bem com o próprio corpo.
Responsável Técnico: Dr Wagner Montenegro | CRM 51.769

Aumento de Mamas Silicone Center


Fale Conosco Pelo Whatsapp


Simulador de Próteses de Silicone Agendar Consulta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *