Fita de silicone para cicatriz: descubra como ela pode ajudar no processo de recuperação

Compartilhe !

Existem diversos recursos que contribuem para uma boa recuperação depois que a mulher coloca a prótese de silicone. Embora nem sempre seja necessária, a fita de silicone para cicatriz é uma aliada em todo esse processo.

Mas você sabe qual é a função desta fita? Quer descobrir se toda mulher precisa usá-la ou se a recomendação serve para alguns casos específicos? Que benefícios ela oferece?

Se você tem essas e outras dúvidas, continue a leitura!  Vamos explicar tudo que você precisa saber sobre esse acessório e por que ele contribui para  a formação de uma cicatriz bonita e praticamente imperceptível.

Para que serve a fita de silicone para cicatriz?

As fitas de silicone são utilizadas para prevenir ou minimizar cicatrizes na pele, tornando-as menos espessas.

Por isso, seu uso é recomendado após cirurgias, queimaduras, lesões, doenças e até mesmo após o surgimento de estrias.

Os benefícios esperados são os seguintes:


Aumentar os Seios

  • hidratar a região da cicatriz;
  • deixar as cicatrizes mais claras e mais finas;
  • prevenir a formação de uma cicatriz hipertrófica;
  • prevenir a formação de queloides;
  • melhorar a coloração e a textura da cicatriz, deixando a pele mais uniforme;
  • contribuir para o processo de renovação da pele;
  • reduzir a visibilidade da cicatriz.

Como funcionam as fitas de silicone?

Existem diferentes mecanismos que contribuem para que a fita de silicone produza o resultado desejado. O primeiro é o próprio calor que ela gera em contato com a pele. O segundo é a compressão da cicatriz.

Porém, existem outros efeitos da fita de silicone que contribuem para a formação de uma boa cicatriz. Veja a seguir:

Equilíbrio na barreira e hidratação da pele

As fitas de silicone para cicatriz ainda criam um equilíbrio da função de barreira da pele. Portanto, ela ajuda a pele a manter a quantidade adequada de água.

É normal que, após uma lesão, a área afetada fique desidratada, perca água. Porém, para uma cicatrização correta e a formação ordenada de células, a pele precisa de bastante água.

Nessa situação, a conta não fecha. A pele precisa de água, mas perdeu sua hidratação.

Assim, diante da perda de água, acontecem dois processos importantes:

Aumento da produção de citocinas

Os queratinócitos, que são células da pele e produzem alguns elementos de proteção como a queratina, aumentam também a liberação de citocinas.

As citocinas, por sua vez, são substâncias que afetam o comportamento das células próximas a elas.

Elas “dão ordens” a essas células, mandando que elas se dividam, que parem de se dividir, que secretem outras moléculas, e assim por diante.

Produção de colágeno

Diante de uma lesão, como o corte de uma cirurgia, a produção de citocinas em quantidade adequada é fundamental.

perguntas frquentes prótese de silicone

As citocinas “dão ordens” a um grupo de células chamadas de fibroblastos. Com esse estímulo, eles produzem colágeno.

O colágeno é muito conhecido, pois é um dos responsáveis pela firmeza da pele. Porém, no caso da cicatrização, ele também ajuda a reter a água que a região da lesão perde, além de contribuir para recuperar o tecido.

Porém, para ter uma cicatriz bonita, a pele precisa de uma quantidade adequada de colágeno. Não pode ter colágeno de menos, ou a cicatriz não fecha. Também não pode ter colágeno demais, ou a cicatriz engrossa.

Portanto, ao hidratar o corte na medida certa, a fita de silicone evita a perda de água e, consequentemente, que o corpo comece todo esse processo e produza de colágeno em excesso, levando ao engrossamento da cicatriz.

Inibição no aumento de capilares

Outro efeito da fita que ainda está em estudo é a inibição do aumento de capilares da pele. Os capilares são vasos sanguíneos muito finos, responsáveis por levarem oxigênio e nutrientes aos tecidos do corpo.

Durante o processo de cicatrização, pode ocorrer o aumento do fluxo sanguíneo na região operada. Esse processo se chama hiperemia.

O problema é que diante de um fluxo sanguíneo tão intenso, o processo de cicatrização também se torna exagerado. Assim como acontece com o colágeno, todo exagero prejudica a aparência da cicatriz.

A fita de silicone, ao pressionar o local, inibe a hiperemia. Portanto, a cicatriz fica menos espessa e com coloração e textura mais suaves.

Controle da tensão sobre a cicatriz

Durante o processo de cicatrização, as bordas da incisão sofrem uma tensão. Elas precisam se unir, mas o ressecamento da pele as afasta e os movimentos que realizamos também tendem a separá-las.

A fita de silicone absorve parte dessa tensão e mantém as bordas da incisão unidas. Assim, com essa proteção, o organismo encontra condições adequadas para formar uma cicatriz mais suave.

Organização das células por campo elétrico

Também há indícios de que a fita de silicone gera um campo elétrico estático. Portanto, em contato com a pele, esse campo contribui para organizar e alinhar as células de colágeno, produzindo uma cicatriz mais bonita.

Como usar a fita de silicone?

Ao comprar a fita de silicone, a paciente encontrará esse produto em várias plaquinhas, de tamanhos diferentes. O cirurgião indica o tamanho mais adequado.

Ao cortar a fita no tamanho adequado, ela deve ultrapassar as extremidades da incisão em 1 cm de cada lado.  Assim, a região periférica da cirurgia também recebe o tratamento adequado.

Após o banho e higienização da região operada, a paciente coloca a parte adesiva da fita diretamente em contato com a cicatriz.

O tempo de uso diário é de no mínimo 8 horas, mas geralmente não é necessário ultrapassar 12 horas de uso contínuo para obter bons resultados.

Portanto, uma boa prática é usar a fita de silicone na hora de dormir, após o banho e com a pele limpa.

Quem deve usar a fita de silicone?

Os médicos recomendam a fita de silicone quando ocorre um alargamento da cicatriz ou ela está ficando com uma aparência inestética.

No entanto, a indicação para uso da fita ocorre em momentos específicos do processo de cicatrização. Então, esse recurso não deve ser usado por recomendação de outras pessoas que não sejam o cirurgião.

Quando o paciente não deve usar a fita de silicone?

Os médicos entendem que a paciente nunca deve usar a fita de silicone no início do processo de cicatrização.

Portanto, caso a paciente faça isso por recomendação de outras pessoas, ela poderá ter problemas em sua recuperação.

No período inicial da cicatrização, nas primeiras semanas após a cirurgia, o corte precisa de colágeno para fechar.

Então, se a paciente usar a fita nesse período, seu corpo não permitirá a deposição de colágeno neste momento, e a cicatriz terá dificuldade para fechar.

Por isso, é fundamental só usar a fita com a recomendação médica. Afinal, o uso no momento inadequado pode comprometer sua recuperação, colocar a saúde em risco e prejudicar os resultados da cirurgia.

Existe uma outra situação em que o uso da fita é desnecessário e pode trazer prejuízos ao resultado. Isso acontece quando a paciente tem uma cicatriz que evolui muito bem.

Nesses casos, o uso da fita pode provocar o alargamento da cicatriz, deixando-a feia. Então, para não perder os excelentes resultados, use-a somente quando o médico prescrever.

Quanto tempo dura a fita de silicone?

A fita de silicone tem uma vida útil limitada. Porém, se a paciente cuida desse acessório, seu tempo de uso pode ser prolongado.

De manhã, após uma noite de uso, a fita deve ser lavada com água e a espuma de um sabonete neutro.

Depois de enxaguar abundantemente com a água, sem deixar resíduos do sabonete, a paciente deve colocar a fita em um local onde ela seque naturalmente.

Não se deve secar a fita com toalha, papel ou qualquer outro material. Afinal, os resíduos de tecido ou de papel ficarão grudados no adesivo, fazendo com que ele perca sua aderência.

Assim que a fita secar, a recomendação do fabricante é colá-la novamente no plástico que a acompanhava no momento da compra. Dessa forma, ela não ficará ressecada demais, perdendo sua aderência.

Agora você já sabe quais são os benefícios da fita de silicone, quando ela é usada e em que situações não é recomendada.

Gostou do conteúdo? Quer acompanhar outros posts? Então, não perca tempo! Siga nossas páginas no Facebook e no Instagram e fique por dentro de todas as novidades.

Silicone Center - Logo

Idealizada por médicos especialistas em cirurgia plástica, o Silicone Center é uma Clínica de Cirurgia Plástica que facilita o acesso à mamoplastia de aumento e abre portas para que um maior número de mulheres possa se sentir bem com o próprio corpo.
Responsável Técnico: Dr Wagner Montenegro | CRM 51.769

Compartilhe !

Aumento de Mamas Silicone Center


Fale Conosco Pelo Whatsapp


Quer dar um turbinada nos seus seios ? Acesse já o site do Silicone Center, preencha o formulário abaixo ou clique nas imagems abaixo e faça nosso teste e baixe nosso e-book grátis !!


    (Preencha, envie e aguarde a confirmação)


    Turbinar ou não turbinar

    Tudo o que você precisa saber sobre Próteses de Silicone

    Simulador de Próteses de Silicone

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *