O que é rippling? Entenda por que esse problema acontece e como resolvê-lo!

O que uma mulher espera quando coloca silicone? Sem dúvidas, é ter seios volumosos, lindos e com uma aparência natural. Por isso, é importante entender o que é rippling para evitar que ele aconteça e comprometa o resultado da cirurgia.

E você, sabe o que é rippling? Quer entender por que ele acontece e se é possível solucionar esse problema? Então, continue a leitura e descubra essas respostas!

O que é rippling?

Trata-se do surgimento de ondulações, dobras ou enrugamentos da pele que fica em volta do silicone. Esse efeito fica ainda mais visível quando a paciente inclina-se para a frente, evidenciando a presença da prótese mamária.

O rippling pode aparecer em qualquer parte do seio. No entanto, ele é mais frequente nas laterais.

É válido destacar que o rippling não provoca dores e não traz nenhuma limitação funcional à mulher. Porém, as pacientes se sentem incomodadas com o efeito estético desse problema.

Qual é a causa do rippling?

Existem diversas razões para o surgimento do rippling. Veja algumas delas:

Insuficiência de tecido mamário, gordura ou pele muito fina

Para que o resultado da cirurgia fique realmente natural, é importante que a prótese fique bem escondida sob a pele, a glândula mamária e mesmo a gordura presente nos seios.

Porém, algumas mulheres têm a pele muito fina ou flácida. Além disso, a glândula mamária pode ser insuficiente para essa cobertura. Isso é ainda mais comum quando a paciente é excessivamente magra.

Posição inadequada da prótese de silicone

O que fazer quando a mulher não tem a espessura de pele adequada e tecido mamário suficiente para cobrir a prótese? Nesses casos, o médico costuma recomendar que o implante mamário seja colocado atrás do músculo peitoral.

Portanto, se diante dessas necessidades a prótese for colocada à frente do músculo (posição subglandular), o rippling pode acontecer.

Próteses de tamanho exagerado

Algumas mulheres, embora tenham pele espessa e uma quantidade normal de tecido mamário, insistem em colocar próteses de tamanho exagerado. Assim, a cobertura não é suficiente para aquele tamanho de implante, gerando rippling.

Implantes muito antigos

Os implantes mais antigos eram feitos com gel de silicone não coesivo. Por isso, eles não eram tão estáveis. Portanto, quando a mulher se movimentava ou abaixava, havia alterações no formato da prótese e a pele se enrugava.

Atualmente, as próteses são feitas com gel de silicone de alta coesividade. Isso significa que os polímeros do silicone se cruzam em cadeias, como se estivessem amarrados internamente.


Turbinar ou não turbinar

A aderência faz com que os implantes mamários fiquem mais estáveis. Portanto, mesmo que uma mulher mude de posição, a prótese não sofre grandes alterações no formato. Consequentemente, não há motivo para o enrugamento externo da pele.

Como prevenir esse problema?

A principal medida para prevenir o rippling está relacionado à escolha da posição mais adequada ao biótipo da paciente. Por isso, é fundamental escolher um cirurgião plástico capacitado e experiente.

Assim, durante o próprio exame clínico e avaliação da paciente, ele perceberá que ela não deve colocar o silicone à frente do músculo, pois não tem tecido para cobrir devidamente a prótese.

Como solucionar o rippling?

Primeiramente, é importante destacar que o rippling não é uma complicação frequente. Ele acontece com poucas mulheres, especialmente quando o uso da técnica foi adequado.

No entanto, caso isso aconteça, a mulher deve ficar calma. Não há nenhuma consequência que afete sua saúde, como dores, inflamações etc.

Porém, quando a mulher faz mamoplastia de aumento ela quer ficar com os seios perfeitos. Por essa razão, é possível fazer a correção estética do rippling de forma simples.

O procedimento se chama lipofilling, que se parece bastante com uma lipoescultura. O médico retira gordura de outra parte do corpo da paciente (abdômen, culote, coxas) e injeta na lateral do seio.

Assim, a área que recebeu o enxerto ficará mais espessa e conseguirá cobrir devidamente a prótese.

Em último caso, o médico pode recomendar a retirada da prótese e a colocação de um novo implante mamário atrás do músculo. Porém, isso é muito raro.

Entendeu o que é rippling, por que ele acontece, como evitá-lo e qual a solução? Quer conferir outros conteúdos como esse? Siga-nos no Facebook e Instagram para saber tudo sobre a prótese de silicone.

Fale Conosco Pelo Whatsapp


Quer dar um turbinada nos seus seios ? Acesse já o site do Silicone Center, preencha o formulário abaixo ou clique nas imagems abaixo e faça nosso teste e baixe nosso e-book grátis !!


(Preencha, envie e aguarde a confirmação)


Turbinar ou não turbinar

Tudo o que você precisa saber sobre Próteses de Silicone

Simulador de Próteses de Silicone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *