Posição Submuscular: quando ela é indicada?

5 (100%) 26 votes

Embora seja muito mais comum colocar a prótese de silicone por cima do músculo peitoral, em alguns casos o cirurgião plástico opta por uma técnica diferente. A posição submuscular é indicada em situações bem específicas e hoje você vai descobrir quais são elas.

Então, para saber quando o médico recomenda esse tipo de cirurgia e se ela é a mais adequada para o seu caso, não perca este post! Vamos falar das indicações, vantagens e desvantagens desta técnica.

Quais são as posições para colocar a prótese de silicone?

Ao fazer a mamoplastia de aumento, as três opções mais utilizadas pelos cirurgiões são:

Posição subglandular ou submamária

Nessa técnica, que é a mais utilizada para aumentar os seios, a prótese fica entre o músculo e o tecido das mamas, atrás da glândula mamária.

Posição submuscular ou retropeitoral

É uma técnica utilizada com menor frequência. A prótese é colocada atrás do músculo peitoral, entre o tecido muscular e a caixa torácica.

Posição subfascial

Embora seja a técnica menos utilizada entre essas três, ela tem um resultado fantástico. A prótese fica entre a fáscia e o músculo peitoral, fazendo com que a paciente tenha tanto os benefícios da técnica subglandular quanto da posição submuscular.

A técnica subfascial é indicada também para mulheres com seios pequenos ou que perderam volume mamário após a amamentação. Ela evita a deformação do implante e esconde bem a borda da prótese. Portanto, é uma excelente opção.

Cada uma dessas posições têm suas vantagens e desvantagens. A escolha da técnica é feita pelo cirurgião plástico.

Indicações da posição submuscular

Como sempre falamos aqui no blog, o cirurgião plástico é quem determina a técnica adequada para cada paciente. Quando ele escolhe a posição submuscular, leva em consideração as características do corpo da mulher.

Então, é comum o médico recomendar essa técnica quando as mulheres são realmente muito magras. Assim, devido à quantidade insuficiente de tecido mamário para cobrir e proteger a prótese, é mais indicado colocá-la por baixo do músculo.

Isso evita que as bordas da prótese fiquem muito evidentes e garante à paciente um resultado mais natural.

Existem ainda outros fatores que tornam a posição submuscular recomendada para uma paciente. Saiba quais são eles:

  • mamas muito juntas na linha média, sem separação entre elas (simastia);
  • mulheres que têm a pele muito fina;
  • diâmetro do tórax da paciente;
  • tamanho das mamas;
  • forte histórico familiar de câncer de mama;
  • raros casos em que as pacientes já colocaram silicone no plano subglandular, tiveram contratura capsular e o médico entende que é necessário colocar um novo implante e trocar de posição.

Quais são as vantagens de colocar silicone na posição submuscular?

Os médicos sempre destacam que esse tipo de cirurgia deixa uma aparência bastante natural. Como a prótese fica protegida pelo músculo, é praticamente impossível que alguém perceba que a existência do implante.

Outra vantagem desta técnica é o fato de permitir o tratamento do câncer de mama sem retirar a prótese de silicone. Como o implante está atrás do músculo, ele ficará preservado mesmo se houver um comprometimento do tecido mamário.

Existem desvantagens de colocar silicone na posição submuscular?

Embora a técnica submuscular seja necessária em alguns casos , ela tem algumas desvantagens:

Pós-operatório

Primeiramente, o período de recuperação costuma ser um pouco menos confortável. Isso acontece porque os músculos da região peitoral precisam ser distendidos para acomodar a prótese, o que pode deixar a região mais dolorida. Porém, esse problema é amenizado com o uso de analgésicos.

Esse tipo de técnica também exige um tempo maior para a retomada de atividades simples. Portanto, pode ser que a mulher tenha que esperar mais para dirigir e para voltar a praticar exercícios físicos, já que a recuperação não é tão rápida.

Mudanças na posição da prótese

A prótese será inserida em um espaço que antes era ocupado pelo músculo. Então, é natural que esse tecido se contraia enquanto tenta se ajustar à nova situação.

Nesse processo de acomodação, existe o risco de o músculo empurrar a prótese para posições inadequadas. Por isso, ela pode ser deslocada para os lados ou para cima.

No entanto, mesmo nesses casos existem cuidados pós-operatórios para solucionar o problema. O uso do sutiã pós-cirúrgico, por exemplo, ajuda a manter a prótese no lugar correto. Além disso, o médico pode indicar o uso da faixa para fazer o implante descer.

Pouco destaque para o colo

O resultado da prótese de silicone em posição submuscular é muito natural. Por isso, a técnica nem sempre deixa o colo bem marcado, com aquele efeito super turbinado.

Efeito dupla bolha

Infelizmente, nem sempre as mulheres conseguem evitar totalmente a flacidez. Ela pode acontecer por muitas razões, inclusive genéticas.

Devido à flacidez, algumas pacientes que colocaram silicone na posição submuscular podem ter um resultado indesejado: a dupla bolha. No entanto, isso costuma ocorrer um bom tempo depois da cirurgia.

Nesses casos, acontece o seguinte: a pele das mamas começa a apresentar uma flacidez acentuada, por razões que não têm nada a ver com a mamoplastia. Assim, os seios ficam caídos.

Porém, se a mulher colocou a prótese de silicone atrás do músculo, o implante não descerá junto com o restante das mamas. Dessa maneira, ele ficará firme e preso nessa posição mais alta.

Portanto, essa situação cria um efeito estético desagradável. A mama fica com dois picos de volume: um na parte alta (a prótese) e outro na parte baixa (seio caído).

Como fica a cicatriz quando o médico usa a técnica submuscular?

A cicatriz da mamoplastia de aumento não muda porque o médico utilizou a técnica subglandular ou submuscular. Afinal, em qualquer um desses casos o que define o local e o tamanho das marcas é o tipo de incisão: inframamária, areolar ou axilar.

Como saber se a posição submuscular é a mais indicada para o seu caso?

Cada corpo é único e, para chegar a essa conclusão, o médico precisa analisar uma série de características. Assim, a melhor decisão que a paciente pode tomar é marcar uma avaliação com o cirurgião.

Esse profissional tem o conhecimento e a experiência necessários para fazer uma análise completa e chegar à melhor alternativa para o seu caso. Por isso, nossa sugestão é que você escolha o cirurgião com cuidado e então confie em sua indicação.

Além disso, o cirurgião certamente tirará todas as suas dúvidas a respeito desse assunto, garantindo que você se sinta confiante para realizar a cirurgia e obter o melhor resultado possível.

Entendeu em que situações o médico indica a posição submuscular? Quer ter uma ideia de quais são as técnicas mais utilizadas e o que as pacientes sentem em cada um desses casos? Então, não perca tempo! Entre agora mesmo no nosso grupo no Facebook e confira histórias reais de mulheres que turbinaram os seios na nossa clínica! Você será muito bem-vinda!

Quer dar um turbinada nos seus seios ? Acesse já o site da Silicone Center ou clique na imagem e abaixo e baixe nosso e-book grátis !


Tudo o que você precisa saber sobre Próteses de Silicone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *