Remédio para aumentar os seios: evite essa armadilha!

5 (100%) 1 vote

Enquanto algumas adolescentes já apresentam mamas grandes e arredondadas, outras mulheres chegam à idade adulta com seios muito discretos. Como essa parte do corpo é considerada um dos principais símbolos de feminilidade e sensualidade, muitas delas buscam soluções. Assim, promessas como a de um remédio para aumentar os seios parecem interessantes e acabam atraindo um número cada vez maior de consumidoras.

Porém, será que essa alternativa é realmente segura? Existem resultados que comprovam a eficácia desses métodos? A mulher pode confiar nesse tipo de produto ou trata-se apenas de propaganda enganosa?

Se você também tem essas dúvidas, não deixe este post para depois. Leia-o para entender o que interfere no tamanho das mamas de uma mulher e descubra se realmente vale a pena investir em um remédio para aumentar os seios.

O que determina o tamanho dos seios de uma mulher?

Quanto a isso, os cientistas não têm nenhuma dúvida. Eles sabem que o tamanho dos seios de uma mulher é determinado por razões genéticas. Ou seja, herdamos da nossa família esse tipo de característica, que se manifesta de acordo com a combinação de genes recebida.

No entanto, é preciso entender esse processo para depois avaliar se o que o remédio para aumentar os seios funciona. Aquela primeira fase de crescimento das mamas, ainda na adolescência, termina por volta dos 18 anos, sendo que muda muito pouco entre os 16 e 17. Então, ao atingir essa idade, o médico entende que os seios já alcançaram seu tamanho definitivo.

Porém, o seio da mulher pode mudar ao longo de toda a vida. Como a mama é formada basicamente por tecido mamário e gordura, se a mulher ganhar peso, essa parte do corpo crescerá também. Ainda temos outros fatores que podem provocar o aumento, como a gestação.

Durante a gravidez, entende-se que esse crescimento das mamas pode acontecer por vários motivos: algumas mulheres engordam, o que naturalmente preenche essa região. Além disso, altos níveis de estrogênio estimulam o aumento no volume das glândulas mamárias. No entanto, depois da gestação e amamentação esse efeito tende a desaparecer.

O remédio para aumentar os seios realmente funciona?

Na internet, é possível encontrar pílulas para praticamente tudo. Elas prometem emagrecer, desenvolver a massa muscular, curar milhões de doenças e também aumentar os seios.

Porém, é importante fazer um alerta nesse sentido. Primeiramente, não se sabe o procedimento de muitos produtos vendidos pela rede. Então, na dúvida, é melhor não correr o risco.

Além dessas questões, analisamos algumas ofertas da internet. Grande parte dos anunciantes simplesmente não divulga quais são as substâncias usadas nesse tipo de remédio para aumentar os seios. Eles sempre usam expressões vagas como “ingredientes naturais” ou “fórmulas sem drogas hormonais”, mas não especificam nada sobre esses termos.

Como você sabe, qualquer medicamento à venda no mercado convencional tem uma bula explicando sua composição. O fato de os vendedores esconderem esse tipo de informação do público já é um bom motivo para desconfiar dos produtos.

Como funciona o remédio para aumentar os seios?

No entanto, não se pode negar que realmente existem substâncias capazes de provocar o aumento dos seios. Um exemplo é a terapia hormonal utilizada por transexuais femininos. Normalmente, eles associam progestogênio e estrogênio para provocar o aumento no volume das glândulas mamárias.

Nesse tipo de terapia, esses dois hormônios têm papéis diferentes:

  • Estrogênio: faz com que o organismo redistribua a gordura do corpo, garantindo formas mais femininas. Contribui para a maturação dos seios.
  • Progestogênio: usado para estimular o amadurecimento da glândula mamária e dos seios. Essa substância também tem o papel de prevenir o surgimento de câncer devido ao uso de uma dosagem maior de estrogênio.

Não se pode negar que a utilização desses hormônios realmente tem o poder de aumentar os seios. No entanto, é preciso ficar atento a alguns fatos importantes:

  1. o hormônio age em todo o corpo, e não apenas na área que a pessoa deseja modificar. Portanto, ela pode causar alterações também no tamanho e formato dos quadris, por exemplo.
  2. existem muitos estudos que confirmam que a exposição ao estrogênio aumenta a probabilidade de alguns tipos de câncer, incluindo o de endométrio e mama. Então, utilizar esse hormônio envolve um sério risco à saúde das mulheres.

Por isso, vale a pena lembrar que os pacientes que se submetem a esse tipo de tratamento hormonal precisam de acompanhamento médico permanente. Se a pessoa apresentar variação de pressão, tiver histórico de doenças hepáticas, derrames ou tromboses, esses medicamentos estão terminantemente proibidos. Se essa orientação não for seguida, o risco é de morte.

Além dessas ressalvas, o paciente precisa receber suplementos vitamínicos para compensar perdas que o organismo obrigatoriamente terá. Portanto, não se trata de uma questão simples. Ela precisa ser tratada com muita seriedade e por um profissional especializado.

Quais são os riscos de usar remédio para aumentar os seios?

No primeiro caso que mencionamos (remédios sem procedência e comprovação), não é possível sequer avaliar completamente os riscos. Afinal, se a paciente não sabe que substâncias está ingerindo, como pode analisar os efeitos que eles provocam a curto, médio e longo prazo? Então, o mínimo que pode acontecer é a pessoa não ter qualquer resultado, o que nesse caso já seria um lucro!

O problema é que na maioria das vezes esse não é o pior risco! Como explicamos nos tópicos anteriores, a ingestão de hormônios para aumentar os seios pode causar até câncer. Mesmo que não se chegue a esse extremo, nosso sistema hormonal trabalha em perfeito equilíbrio.

Dessa forma, quando a pessoa aumenta artificialmente o nível de alguma dessas substâncias, o resultado é o desequilíbrio total do sistema. Esse quadro pode gerar os seguintes problemas:

  • ansiedade;
  • irritabilidade;
  • depressão;
  • aumento da sensibilidade das mamas, com a possibilidade de ocorrência de dores;
  • retenção de líquidos no organismo e inchaço nos membros inferiores;
  • queda de cabelo ou aumento de pelos corporais;
  • cansaço anormal.

Portanto, ingerir qualquer substância para aumentar os seios é um grande risco. A prova disso é que os médicos não costumam indicar esse tipo de intervenção. Hoje em dia, a cirurgia para colocar prótese de silicone é bastante simples e segura. Assim, ela se torna a melhor alternativa para quem quer solucionar esse problema definitivamente.

Entendeu porque a promessa milagrosa de um remédio para aumentar os seios é uma verdadeira armadilha? Quer conhecer a alternativa mais segura para deixar suas mamas lindas e volumosas? Confira o nosso manual completo sobre a prótese de silicone e tire todas as suas dúvidas sobre esse tema. Em caso de dúvida, deixe sua pergunta nos comentários e teremos o grande prazer em respondê-la!

Quer dar um turbinada nos seus seios ? Acesse já o site da Silicone Center ou clique na imagem e faça o teste abaixo !


Turbinar ou Não Turbinar ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *