Tipos de silicone para seios: saiba se a qualidade das próteses interfere no resultado

Fale Conosco Pelo Whatsapp

Formatos, tamanhos, revestimentos são alguns dos fatores que podem ser diferentes quando se escolhe uma prótese mamária. Porém, independentemente dos tipos de silicone para seios, existe uma certeza: a qualidade deles tem que ser excelente!

Neste post, decidimos falar sobre esse assunto neste post. Você vai descobrir de que são feitos os implantes, a qualidade exigida pelo mercado e se existe alguma interferência no resultado da cirurgia. Confira!

Tipos de silicone para seios: do que são feitas as próteses?

Atualmente, quase todas as próteses de silicone vendidas no Brasil são feitas com a mesma substância.

A concha é feita de um elastômero de silicone, que é um material elástico e muito resistente. Mesmo que uma pessoa aperte e o deforme instantaneamente, ele volta ao seu formato original.

A parte interna da prótese é feita com um gel de silicone de alta coesividade, um material pastoso e muito compacto. Assim, mesmo se o implante se rompa, seu interior não se espalha.

Próteses de silicone: quais são as normas de fabricação?

No Brasil, o órgão que fiscaliza as próteses de silicone é a Anvisa. Para aprovar cada lote, amostras passam por testes rigorosos feitos pelo Inmetro.

Para que uma empresa registre suas próteses de silicone na Anvisa, ela precisa se adequar a um conjunto de normas.

A primeira norma é a ISO 14607:2007, que estabelece critérios sobre o desempenho do material. Portanto, ela faz exigências relacionadas a materiais utilizados, fabricação, esterilização e embalagens.


Tudo o que você precisa saber sobre Próteses de Silicone

Já a norma ISO 14949:2001 fala sobre os requisitos de pureza. Ela se refere especificamente à composição dos elastômeros de silicone utilizados na fabricação das próteses.

No Inmetro, os técnicos verificam se as próteses fabricadas atendem aos requisitos dessas normas. Portanto, esses testes são:

  • ensaios de fadiga: determinam o tempo de vida útil do produto;
  • testes de impacto: avaliam se o produto suporta pressão, peso, estiramento, pancadas;
  • avaliação de resistência mecânica da membrana: mostram se envoltório se rompe facilmente ou se é resistente.

Só depois de passar por todos esses testes o lote é certificado pela Anvisa. Assim, ele é liberado para comercialização no Brasil com todas as garantias de segurança.

Tipos de próteses de silicone: qual é a interferência no resultado?

Na verdade, todas as próteses vendidas legalmente no Brasil precisam ser aprovadas pela Anvisa. Portanto, existe uma garantia de qualidade e segurança para as pacientes.

Porém, existem outras diferenças que interferem no resultado. Elas estão relacionadas principalmente ao tamanho, formato e revestimento, mas não tornam a cirurgia mais ou menos segura.

A principal diferença entre elas é o resultado estético. Por isso, algumas são mais adequadas para pacientes com troncos mais largos ou mais estreitos, que querem maior ou menor projeção, e assim por diante.

O cirurgião plástico experiente é o profissional que tem o conhecimento necessário para analisar essas diferenças. Ele avalia a melhor opção para cada paciente, de acordo com suas expectativas para a cirurgia, as medidas do corpo e o biotipo de forma geral.

Entendeu que, independentemente dos formatos, tamanhos e revestimentos de tipos de silicone para seios, todos os implantes mamários aprovados pela Anvisa são seguros?

Quer saber mais sobre esse assunto? Acompanhe nossas páginas no Facebook e Instagram para não perder novas publicações e informações!

Fale Conosco Pelo Whatsapp


Quer dar um turbinada nos seus seios ? Acesse já o site do Silicone Center, preencha o formulário abaixo ou clique nas imagems abaixo e faça nosso teste e baixe nosso e-book grátis !!


(Preencha, envie e aguarde a confirmação)


Turbinar ou não turbinar

Tudo o que você precisa saber sobre Próteses de Silicone

Simulador de Próteses de Silicone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *