Como saber se a prótese de silicone deslocou?

4.4 (88.57%) 7 votes

Depois de turbinar os seios, o resultado não é imediato. Leva alguns meses para o corpo se adaptar e eles ficarem com o tamanho e o formato desejados — lindos e empinados.  Algumas mulheres têm dúvidas nesse período, e uma das principais é como saber se a prótese de silicone deslocou.

Mas para que você fique tranquila e entenda o que acontece direitinho no pós-operatório, vamos explicar tudo sobre esse assunto.

Vamos contar por que o deslocamento da prótese de silicone pode acontecer, os sinais de que ela se deslocou e, principalmente, o que você pode fazer para evitar esse problema.

Você vai perceber que, com a tecnologia que existe hoje, isso é realmente muito raro. Assim, poderá se preparar para sua cirurgia e garantir que o resultado seja perfeito. Confira!

Por que acontece o deslocamento da prótese de silicone?

Nós já falamos aqui no blog que hoje em dia as próteses são desenvolvidas com muita tecnologia. Por isso, as chances de complicações são cada vez mais raras em uma cirurgia bem planejada.

No entanto, existem algumas situações que provocam o deslocamento. Entenda quais são elas.

1.  Falta de cuidado no pós-operatório

A causa mais comum de deslocamento de próteses de silicone é perfeitamente evitável: falta de cuidado no pós-operatório, especialmente nos primeiros três meses após a colocação do implante.

Por que isso acontece?

A cirurgia de prótese de silicone geralmente é muito tranquila, a alta pode ser dada à paciente apenas 6 horas após o procedimento e, devido aos medicamentos, não sente dor.

Por isso, muitas delas começam a “abusar” de todo esse bem-estar, fazendo atividades que não deveriam: levantam os braços, realizam serviços domésticos, carregam peso, voltam a dirigir antes da hora…

Nesses casos pode, sim, acontecer um deslocamento. Mas como você pode perceber, essa é uma situação totalmente evitável.

2. Situações de pressão extrema

Pancadas e quedas muito sérias podem causar esse tipo de problema, mas convenhamos que não são situações que acontecem todos os dias e fogem do controle da paciente.

3. Contratura capsular

A contratura capsular é o processo que leva à rejeição do implante. Como já falamos aqui no blog, quando a paciente usa uma prótese de boa qualidade, as chances  desse problema acontecer são muito pequenas.

A contratura acontece quando o organismo entende que a prótese é um corpo estranho. Ao perceber que ela é diferente dos outros tecidos naturais, sente que precisa se defender.

Para isso, o corpo forma uma cápsula ao redor da prótese, que pode causar o deslocamento.

Como saber se a prótese de silicone deslocou?

Quando falamos de deslocamentos que acontecem devido a grandes traumas, a paciente provavelmente sentirá a movimentação da prótese.

Afinal, o problema foi causado por um grande impacto, e o organismo sente essa mudança brusca.

Já no caso do deslocamento devido à falta de cuidado no pós-operatório ou  à contratura capsular, os sinais são mais sutis.

A identificação do problema depende muito mais da atenção da paciente e sua observação do aspecto das mamas. Por esse motivo, observar a estética e simetria é muito importante.

Para saber se a prótese de silicone deslocou, a paciente deve observar se uma das mamas está desalinhada. É possível perceber que seu ponto mais alto não coincide com a aréola ou o centro da mama, criando um aspecto assimétrico.

Em algumas mulheres, essa condição pode causar uma certa rigidez, mudando a consistência da mama.

Esses sinais mostram como saber se a prótese de silicone deslocou. Se a paciente observou algum, ou vários desses sintomas, deve ficar atenta e procurar um médico.

Como evitar o deslocamento da prótese?

Agora que você já descobriu como saber se a prótese de silicone deslocou, deve estar se perguntando como evitar esse problema. Então, nós fizemos uma seleção de dicas para ajudá-la.

1. Preste atenção nas suas mamas

Em primeiro lugar, essa não é uma tarefa difícil. Acredite: depois que os seus seios estiverem turbinados, você vai ter muito prazer em admirá-los no espelho com bastante frequência!

Então, aproveite esse momento e preste atenção nas suas características. Se observar algum dos sinais que já comentamos, procure o seu médico.

2. Volte ao cirurgião no período indicado

No seu pós-operatório, o cirurgião vai dizer de quanto em quanto tempo você precisa voltar ao consultório. Isso é normal e faz parte do acompanhamento.

Se você cumpre essa orientação direitinho, dificilmente terá problemas. O médico vai apalpar as mamas, observar a simetria e a cicatriz e, se for necessário, pedirá outros exames.

Ninguém é mais apto que o cirurgião para saber se a prótese de silicone deslocou. Então, não deixe de consultá-lo!

3. Siga seu pós-operatório à risca!

Aqui está o conselho mais valioso para não ter o deslocamento da prótese: obedeça todas as recomendações do seu médico!

Esse não é o momento de provar que é uma mulher-maravilha! Aliás, aproveite esse período para cuidar de si mesma e do corpo dos sonhos que acabou de conquistar!

É fundamental que a paciente realmente cumpra o período de repouso estabelecido pelo cirurgião. Por mais bem disposta que se sinta, é importante que ela:

  • não carregue nenhum tipo de peso por pelo menos 3 semanas após a cirurgia, sendo que esse período pode ser estendido pelo médico;
  • não levante os braços acima da altura da cabeça, nem mesmo para atividades simples do dia a dia. Esse cuidado é recomendado por pelo menos 3 semanas após a cirurgia, tanto para evitar o deslocamento quanto para não forçar a incisão;
  • não faça esforços físicos. Exercícios leves, como caminhadas, podem ser feitos a partir de 7 dias após a cirurgia, se o seu médico permitir. Exercícios com levantamento de peso ou mesmo corridas (que balançam as mamas) só podem acontecer depois da liberação do cirurgião;
  • use apenas o sutiã cirúrgico recomendado pelo médico;
  • durma apenas em posições recomendadas pelo cirurgião. Deitar-se de bruços ou permanecer virada para o lado são práticas que devem ser evitadas por cerca de 45 dias ou pelo período que seu médico orientar;
  • evite relações sexuais nos primeiros 14 dias após a cirurgia e, mesmo após a retomada da rotina, não adote posições que causem pressão sobre as mamas;
  • não volte a trabalhar antes do final do período estabelecido pelo médico, que geralmente é de 7 dias, desde que o emprego não exija esforço físico;
  • evite tomar sol nas primeiras semanas após a cirurgia para evitar tanto manchas na pele quanto o inchaço dos tecidos, prejudicando sua recuperação.

A recuperação da cirurgia de prótese costuma ser muito simples. Porém, é importante seguir esses cuidados.

Por isso, a paciente precisa se preparar com antecedência e saber que realizar atividades físicas, dirigir ou até mesmo executar tarefas domésticas pode provocar esse descolamento.

O que fazer para solucionar o deslocamento da prótese?

Depois de saber se a prótese de silicone deslocou, o que a paciente precisa fazer para corrigir essa situação? O primeiro passo para solucionar qualquer complicação é sempre procurar o seu cirurgião plástico.

Por isso, é preciso fazer o exame físico. Nele, o médico pode descartar essa hipótese ou decidir investigá-la. Ele também indicará exames importantes para um diagnóstico preciso.

Se, depois desses procedimentos, o médico chegar à conclusão de que a prótese realmente foi deslocada, a correção acontece por meio de uma nova cirurgia.

Nesse novo procedimento, a prótese será reposicionada, fazendo com que fique esteticamente alinhada às suas aréolas e garantindo o resultado esperado.

Finalmente, esperamos que este post tenha ajudado a solucionar suas dúvidas e que você tenha aprendido como saber se a prótese de silicone deslocou.

Afinal, ter o máximo de informações é a melhor forma de se preparar para a cirurgia, tomar todos os cuidados necessários, garantir um bom resultado e os tão sonhados seios lindos e turbinados!

Quer saber mais para se sentir ainda mais segura quanto à cirurgia? Então não perca tempo! Continue no blog e confira nosso artigo Prótese de Silicone — o manual completo! Boa leitura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *