Prótese de silicone após mastectomia: quando fazer a reconstrução mamária?

Depois de uma vitória sobre um inimigo tão temido quanto o câncer, sentir-se bem consigo mesma é fundamental para restaurar a normalidade e superar de vez esse problema. Um dos passos para atingir esse objetivo é colocar a prótese de silicone após mastectomia.

Se você não sabe quando a paciente pode realizar essa cirurgia, continue a leitura! Vamos desvendar esse tema neste post.

Qual é a importância da prótese de silicone após mastectomia?

Não é segredo que os seios são símbolos de feminilidade. Por isso, quando eles são retirados para tratar um problema tão sério de saúde, é muito comum as pacientes se sentirem fragilizadas, com a autoestima abalada.

Especialistas são unânimes em afirmar que a reconstrução mamária é fundamental para as pacientes de câncer. Atualmente, existem técnicas que deixam os seios bastante naturais em grande parte dos casos.

É possível fazer a reconstrução mamária imediatamente?

Embora seja possível fazer a reconstrução na mesma cirurgia em que o médico retira o nódulo ou tumor, esse não é o procedimento mais frequente.

Na maioria das vezes, os médicos preferem recomendar que esse procedimento seja feito em uma nova cirurgia. Por isso, ela é chamada de reconstrução tardia.


Aumentar os Seios

Apesar de considerarem a vontade do paciente, as recomendações do mastologista e do oncologista têm um grande peso nessa decisão.  Geralmente, eles optam pela reconstrução tardia.

Por que a reconstrução tardia é mais frequente?

No momento em que o médico opera a mama, ele retira o tumor ou o nódulo. Esse material é enviado para biópsia. Só então haverá um diagnóstico definitivo e a definição do melhor tipo de tratamento.

O resultado dessa biópsia demora até 20 dias. Portanto, apenas depois de todo esse procedimento o médico costuma prescrever ou não a radioterapia, um dos tratamentos utilizados para a cura do câncer de mama.

Caso a paciente precise fazer radioterapia, a reconstrução mamária poderá ser prejudicada pela irradiação. Esse tratamento aumenta as chances de contratura capsular e de extrusão da prótese.

Assim, para evitar comprometer o resultado da mamoplastia de aumento e que a paciente faça um novo procedimento, os médicos entendem que é preciso ter cautela e fazer a reconstrução em outro momento.

Quando colocar prótese de silicone após mastectomia?

Caso a paciente não necessite de radioterapia, a cirurgia para colocar prótese de silicone após mastectomia costuma acontecer depois de 3 meses. Portanto, embora demore um pouco, essa é a opção mais segura.

Porém, quando a paciente precisa de radioterapia, esse período de espera é maior. Afinal, sabe-se que a irradiação lesiona o DNA das células da pele, gerando fibroses e perda da elasticidade.

Então, a recomendação atual em todo o mundo é aguardar 6 meses depois do término das sessões de radioterapia para colocar prótese de silicone após mastectomia.

Dessa forma, os tecidos da mama já estão recuperados dos danos celulares causados pelo tratamento. Isso permite um resultado melhor e maiores chances de sucesso para a reconstrução mamária.

Agora você já sabe qual é o tempo necessário para colocar prótese de silicone após mastectomia. Quer acompanhar outros conteúdos? Siga-nos no Facebook e Instagram para não perder nenhuma novidade!


Silicone Center

Fale Conosco Pelo Whatsapp


Quer dar um turbinada nos seus seios ? Acesse já o site do Silicone Center, preencha o formulário abaixo ou clique nas imagems abaixo e faça nosso teste e baixe nosso e-book grátis !!


    (Preencha, envie e aguarde a confirmação)


    Turbinar ou não turbinar

    Tudo o que você precisa saber sobre Próteses de Silicone

    Simulador de Próteses de Silicone

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *