Incisão inframamária: vantagens e indicações dessa técnica

Nos ajude e Avalie Este Post !

Garantir o volume máximo dos seios com cicatrizes mínimas é o objetivo de todo cirurgião plástico. Para isso, na mamoplastia de aumento eles frequentemente utilizam uma técnica que permite um corte pequeno e bem posicionado, que fica discreto mesmo quando a mama é exposta: a incisão inframamária.

Quer saber mais sobre essa técnica e suas vantagens? Então, não perca este post! Vamos explicar por que ela é a opção mais usada pelos médicos e a importância dessa escolha para o resultado da cirurgia.

incisão inframamária

O que é a incisão inframamária?

Quando o cirurgião realiza uma mamoplastia de aumento, ele tem diferentes alternativas quanto ao local da incisão para colocar a prótese de silicone

Para as pacientes, essa escolha é muito importante. Ela determina o tamanho final da cicatriz e sua posição. Portanto, ela tem um grande impacto no resultado da cirurgia.

Afinal, as mulheres desejam ter seios grandes e exibi-los confortavelmente em roupas decotadas e biquínis. Elas não querem o risco das cicatrizes aparecerem nessas situações. Então, é preciso garantir que o tamanho do corte e sua posição fiquem adequados.

Por isso, a incisão inframamária está entre as técnicas mais utilizadas. O médico faz um pequeno corte abaixo da mama. Ele introduz a prótese por meio dessa abertura e a posiciona no espaço localizado entre a glândula mamária e o músculo, na maioria das vezes.

Dessa forma, é importante saber que a indicação dessa técnica dependente das características do corpo de cada mulher, e principalmente, entender quais são as vantagens que esse método proporciona.

Quais são as vantagens da incisão inframamária?

A cicatriz desse tipo de incisão é muito discreta e disfarçada, por estar posicionada na dobra das mamas.

Além disso, para o médico essa opção facilita o procedimento, pois ela tanto permite uma boa visualização da área que será cortada quanto garante o acesso direto a essa região.

Esse tipo de incisão traz ainda outra vantagem para as mulheres. Devido a posição que a prótese é colocada, ela não afeta a glândula mamária. Sendo assim, essa escolha é essencial para quem pretende amamentar no futuro.

Por todos esses motivos, a incisão inframamária é uma das opções mais utilizadas atualmente.

Para quem essa técnica é recomendada?

Os médicos recomendam essa técnica para a maioria das pacientes, especialmente aquelas que desejam ficar com seios realmente volumosos.

Assim, o médico consegue fazer o corte na extensão ideal para a introdução de próteses de diferentes tamanhos, o que não acontece em outros tipos de incisão.

Essa técnica é recomendada inclusive para as mulheres que possuem mamas realmente muito pequenas.

Embora essas pacientes não tenham inicialmente uma dobra que esconda a cicatriz, que fica um pouco mais evidente em um primeiro momento, essa situação é temporária.

No entanto, com o passar do tempo, a prótese se acomoda e forma uma dobra abaixo da mama. Assim, logo o seio adquire um contorno que acaba escondendo essa cicatriz.

Como fica a cicatriz da incisão inframamária?

A cicatriz da incisão inframamária é muito discreta. Ela fica localizada bem naquela dobrinha abaixo dos seios. Portanto, se torna praticamente invisível.

O tamanho dessa cicatriz pode variar, já que os implantes maiores necessitam de mais espaço para a passagem. Entretanto, a extensão do corte não costuma ultrapassar 5 cm.

O fato é que a cicatriz da incisão inframamária é facilmente escondida por um sutiã comum. Por isso, até mesmo nos momentos em que o seio fica completamente exposto, a marca não aparece porque o caimento natural da mama cobre essa dobra.

Como é o pós-operatório da cirurgia com incisão inframamária?

Como já falamos em outros posts, o pós-operatório da cirurgia de prótese de silicone é simples. Porém, a paciente precisa tomar alguns cuidados para garantir o melhor resultado .

Com a incisão inframamária, isso não é diferente. A paciente deve assegurar que a área fique bastante estável. Assim, ela não força os pontos da cirurgia, prejudicando a recuperação.

Isso significa que ela deverá:

  • não carregar nenhum tipo de peso nesse mesmo período; 
  • não levantar os braços acima da altura dos ombros nos primeiros 15 dias após a cirurgia para não forçar os pontos;
  • usar o sutiã pós-cirúrgico o tempo inteiro, retirando-o apenas para tomar banho;
  • evitar movimentos bruscos e a torção do tronco, mudando de posição lentamente para não causar traumas;
  • não realizar atividades físicas por 30 dias e retomar aos treinos de musculação para a parte superior do corpo apenas depois de 60 dias, após a liberação do médico;
  • não tomar sol por pelo menos 30 dias após a cirurgia para evitar que a cicatriz escureça.

Sempre é importante destacar que o responsável pela decisão quanto à melhor técnica para cada paciente é o cirurgião, que levará vários fatores em consideração para escolher entre a incisão inframamária, periareolar ou transaxilar, que nós também vamos abordar nos próximos posts.

Entendeu o que é a incisão inframamária e por que ela é a mais utilizada pelos médicos? Quer saber mais sobre a cirurgia de prótese de silicone e acompanhar todos os nossos conteúdo sobre esse tema?

Então, não perca tempo! Siga-nos no Facebook e Instagram para conferir os nossos posts e tirar todas as suas dúvidas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *